Acreditando que o poder das ideias compartilhadas, recursos e experiências ajudam a desenvolver com qualidade os trabalhos institucionais, a FCEE tem expandido suas parcerias com diferentes organizações como estratégia para importantes mudanças sociais. Como tal, as parcerias são ferramentas eficazes no sentido de agregar força e legitimidade às políticas públicas, na perspectiva de uma gestão compartilhada que reforce e complemente ações planejadas. Para a manutenção dos grandes desafios institucionais ao longo do ano, entendemos que a manutenção das parcerias institucionais devem sustentar as discussões técnico-administrativas dos gestores da FCEE, isto porque novos desafios são lançados para o surgimento do fazer acontecer as ações planejadas.

Nesta perspectiva a FCEE, alicerçada na celebração de convênios, promove a melhoria continuada da educação especial no Estado, através do atendimento direto e indireto às pessoas com deficiência.

Convênios 2017
pdf Justificativa de dispensa de chamamento público / 2017 (119 KB)


Instituições conveniadas

Confira abaixo as Instituições conveniadas com a FCEE e seus objetos de convênio de acordo com o   pdf Relatório Anual das Atividades da FCEE/2016 (4.15 MB)
 (Gerência de Planejamento e Avaliação - GEPLA).  

1 - Instituições Congêneres: APAES - 188 convênios – 18.196 alunos beneficiados

2 - Outras Congêneres – 29 convênios
3 - Outras Instituições – 18 convênios

TOTAL GERAL: 235 instituições conveniadas


OBJETOS DOS CONVÊNIOS


1 - APAES - 188 INSTITUIÇÕES

O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.


2 - OUTRAS CONGÊNERES: 29 INSTITUIÇÕES 

Associação de Deficientes Visuais do Oeste de Santa Catarina – ADEVOSC
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao atendimento em nível profissionalizante, para pessoas portadoras de deficiência visual na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos e Visuais de Xanxerê – APADAVIX
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando à habilitação, reabilitação e profissionalização de pessoas com deficiência auditiva e deficiência visual, ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Associação de Pais e Amigos dos Surdos – APAS/Joaçaba
O objeto do presente convênio é a atribuição de exercício a professores da FUNDAÇÃO, colocados à disposição da ASSOCIAÇÃO, visando cooperação técnico-pedagógica a nível profissionalizante, para pessoas com surdez.

Associação Camponovense de Apoio a Deficientes Auditivos e Visuais – ACADAV/Campos Novos
O objeto do presente Termo de Cooperação é a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando à habilitação, reabilitação e profissionalização de pessoas com deficiência auditiva e deficiência visual.

Associação dos Deficientes Visuais de Itajaí e Região – ADVIR
O objeto do presente Termo de Cooperação é a atribuição de exercício de professores da FUNDAÇÃO colocados à disposição da ASSOCIAÇÃO, visando cooperação técnico pedagógica, para pessoas com de deficiência visual.

Associação de Pais e Amigos dos Surdos – APAS/Caçador
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência (surdez/deficiência auditiva) na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos de Curitibanos – APADAC
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência (surdez/deficiência auditiva) na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Lar Menino Deus de Brusque
O objeto do presente Convênio consiste na cooperação técnico-pedagógica entre a FUNDAÇÃO e o LAR MENINO DEUS, no sentido de oportunizar atendimento a alunos internos portadores de deficiência.

Centro de Prevenção e Estimulação Precoce - VOVÓ BIQUINHA/Itajaí
O objeto do presente Termo de Cooperação é a atribuição de exercício de Professores da Fundação Catarinense de Educação Especial - FCEE, visando à cooperação técnico-pedagógica com a INSTITUIÇÃO.

Associação Catarinense para a Integração do Cego – ACIC/Florianópolis
O objeto do presente convênio é a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando a habilitação, reabilitação e profissionalização de pessoas cegas, baixa visão e com outras deficiências associadas.

Instituto de Audição e Terapia da Linguagem – IATEL/Florianópolis
O objeto do presente convênio é a atribuição de exercício a professores da FUNDAÇÃO, colocados à disposição do INSTITUTO, visando cooperação técnico-pedagógica a nível profissionalizante, para pessoas com surdez.

Associação para Integração Social de Crianças e Adolescentes Especiais – APISCAE/Joinville
O objeto do presente Termo de Cooperação é a atribuição de exercício a professores da FUNDAÇÃO, visando cooperação técnico-pedagógica com a ASSOCIAÇÃO.

Centro de Atividades Psicofísicas Patrick/Chapecó
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pelo CENTRO DE ATIVIDADES (CAPP), em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Orionópolis Catarinense/São José
O objeto do presente Convênio consiste na cooperação técnico-pedagógica entre a FUNDAÇÃO e a INSTITUIÇÃO, no sentido de oportunizar atendimento a alunos internos portadores de deficiência.

Sociedade Beneficente Vida e Movimento/Florianópolis
O objeto do presente Convênio é a atribuição de exercício a professores da FUNDAÇÃO, visando cooperação técnico-pedagógica com a INSTITUIÇÃO.

Associação dos Deficientes Visuais do Sul – ADVISUL/Criciúma
O objeto do presente Termo de Cooperação é a atribuição de exercício de professores da FUNDAÇÃO colocados à disposição da ASSOCIAÇÃO, visando cooperação técnico pedagógica, para pessoas com de deficiência visual.

Associação dos Amigos do Autista da Região Carbonífera – AMA REC/Criciúma
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com Transtorno Global de Desenvolvimento – Autismo, associado à deficiência mental severa, ou deficiência mental moderada com baixo nível funcional na ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Instituto Diomício Freitas/Criciúma
O objeto do presente Convênio é a atribuição de exercício a professores da FUNDAÇÃO, visando cooperação técnico-pedagógica com o INSTITUTO.

Associação Vida e Arte/Tubarão
O presente Convênio tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando o estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência na escola especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia – SED e pela Resolução nº. 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Associação Joinvilense para Integração dos Deficientes Visuais – AJIDEV/Joinville
O objeto do presente convênio é a atribuição de exercício de professores da FUNDAÇÃO colocados à disposição da ASSOCIAÇÃO, visando cooperação técnico pedagógica, para pessoas com de deficiência visual.

Associação dos Amigos do Autista – AMA/Jaraguá do Sul
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com Transtorno Global de Desenvolvimento – Autismo, associado à deficiência mental severa, ou deficiência mental moderada com baixo nível funcional na ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Associação dos Amigos do Autista – AMA/Joinville
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com Transtorno Global de Desenvolvimento – Autismo, associado à deficiência mental severa, ou deficiência mental moderada com baixo nível funcional na ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Associação dos Amigos do Autista – AMA/Campos Novos
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com Transtorno Global de Desenvolvimento – Autismo, associado à deficiência mental severa, ou deficiência mental moderada com baixo nível funcional na ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Amigos do Deficiente Auditivo e da Fala – APADAF/Porto União
O objeto do presente Termo de Cooperação é a atribuição de exercício a professores da FUNDAÇÃO, colocados à disposição da ASSOCIAÇÃO, visando cooperação técnico-pedagógica para pessoas com surdez/deficiência auditiva.

Associação de Pais e Amigos dos Surdos – APAS/Lages
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência (surdez/deficiência auditiva) na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Associação Beneficente Pássaros de Luz/Itajaí
O presente Termo de Cooperação Técnica tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com seqüelas de paralisia cerebral e alterações afins associadas ou não a outras deficiências no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Educação Condutiva, mantida pelo CENTRO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

APAS de Concórdia
O presente Termo de Cooperação tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando ao estabelecimento de condições adequadas para o atendimento de pessoas com deficiência (surdez/deficiência auditiva) na Instituição Especializada de Educação Especial mantida pela ASSOCIAÇÃO, em conformidade com as diretrizes da Política de Educação Especial definidas pela FUNDAÇÃO, SED e Resolução 112/06 do Conselho Estadual de Educação.

Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI
O objeto do presente Termo de Cooperação é o estabelecimento de cooperação técnico-pedagógica entre a FUNDAÇÃO e a UNIVALI-CCS/IFU.

Associação Tubaronense para Integração dos Deficientes Visuais – ATIDEV
O objeto do presente convênio é a atribuição de exercício de professores da FUNDAÇÃO colocados à disposição da ASSOCIAÇÃO, visando cooperação técnico pedagógica, para pessoas com de deficiência visual.


3 - CONVÊNIOS ESPECÍFICOS FIRMADOS COM OUTRAS INSTITUIÇÕES - ANO 2015

Policia Militar de Santa Catarina – PMSC - Florianópolis
O presente convênio tem por objetivo a cooperação interinstitucional, visando o estabelecimento de condições adequadas para o atendimento equoterapêutico na Guarnição Especial de Polícia Militar Montada da PMSC, as pessoas com deficiências, na condição de familiares de policiais militares da PMSC nas linhas reta ou colateral até o 5° grau, educandos matriculados na FCEE e pessoas indicadas pelo Presidente da ADHPM.

Polícia Militar de Santa Catarina – PMSC/Florianópolis – PROERD
O presente Termo tem por objeto a cooperação técnica entre as partes, visando à acessibilidade aos alunos surdos que participam do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – PROERD.

Associação dos Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência, de Funcionários do Banco do Brasil e Comunidade – APABB
O presente convênio consiste no estabelecimento de cooperação técnica entre a APABB, através do Núcleo Regional de Santa Catarina, e a Fundação, através do Centro de Educação e Trabalho, visando a implementação e implantação de ações visando a qualificação profissional, orientação e acompanhamento no mercado de trabalho formal ou emprego apoiado, de pessoas com deficiência.

Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC - Florianópolis
O presente convênio tem por objetivo regular as condições de realização de estágio curricular obrigatório para acadêmicos do Curso de Educação Física, nas dependências da ENTIDADE CONCEDENTE.

Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
O presente convênio tem por objetivo regular as condições de realização de estágio curricular obrigatório para acadêmicos da UFSC, nas dependências da ENTIDADE CONCEDENTE.

Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região – TRT
Estabelecimento de cooperação técnica entre as partes, por meio do Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e de Atendimento às Pessoas com Surdez – CAS, para o oferecimento do Curso de Libras na modalidade semipresencial visando ao aperfeiçoamento dos servidores do TRT.

Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC
O objeto do presente Termo de Cooperação Técnica é regular as condições de realização de Estágios Curriculares Obrigatórios para acadêmicos do IFSC, nas dependências da FCEE.

Instituto de Ensino Superior da Grande Florianópolis – IES GF
O objeto do presente Termo de Cooperação Técnica é regular as condições de realização de Estágios Curriculares Obrigatórios para acadêmicos do IESGF, nas dependências da FCEE.

Prefeitura Municipal de Palhoça
O presente convênio tem por objeto a cooperação técnico-pedagógica entre as partes, visando à realização conjunta de ações de capacitação com o objetivo de qualificar a educação inclusiva na Rede Municipal de Ensino.

Secretaria de Estado da Saúde
Cooperação técnica ente as partes, visando a permuta de profissionais (pedagogia x médico
oftalmologista), com o propósito de atender educandos com deficiência na FCEE e crianças com dificuldade de aprendizagem no Hospital Infantil Joana de Gusmão - HIJG.

Associação Catarinense do X-FRÁGIL/ A-X-FRAGIL - Florianópolis
O objeto de presente Termo consiste no estabelecimento de Convênio de Cooperação entre a FCEE e a Associação Catarinense da Síndrome do X-FRÁGIL, visando ao atendimento de pessoas com diagnóstico de Síndrome do X-FRÁGIL.

Tribunal de Justiça de Santa Catarina - TJ/SC - Florianópolis
O objeto de presente Termo de consiste no oferecimento do curso de libras no nível básico na modalidade à distância visando o aperfeiçoamento dos servidores do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, garantindo o acesso à justiça à comunidade surda.

SulCatarinense MACBC LTDA – Biguaçu
O objeto do presente Termo consiste no estabelecimento de cooperação técnica entre a Fundação e a Sulcatarinense, objetivando à implantação e à implementação de ações com vistas à seleção, contratação, orientação e acompanhamento no trabalho, na modalidade de emprego apoiado e/ou encaminhamento para preenchimento de vagas de trabalho, de pessoas com deficiência.

Secretaria de Estado da Administração/Fundo de Materiais, Publicações e Impressos Oficiais
O objeto do presente Termo consiste no estabelecimento de cooperação técnica entre a Fundação e a IOESC, objetivando disponibilização de vagas de estágio para os educandos da FCEE.

APAS – LAGES/CIL
O objeto do presente Termo de Cooperação Técnica consiste na implantação de uma Central de Interpretação de LIBRAS – CIL, na APAS de Lages, que atenda os municípios pertencentes à região, visando à garantia do direito da pessoa com deficiência auditiva e a pessoa surdocega à acessibilidade, por meio de serviço de tradução i interpretação da LIBRAS.

Sociedade Educacional Leonardo Da Vinci – UNIASSELVI - Indaial
O presente convênio tem por objetivo regular as condições de realização de estágio curricular obrigatório para acadêmicos da UNIASSELVI, nas dependências da ENTIDADE
CONCEDENTE.

Instituições Especializadas APAES e outras Congêneres - Pensão Especial
O presente Termo tem por objeto a cooperação técnica entre as partes, visando à emissão de laudo diagnóstico para fins de concessão do benefício da pensão estadual especial para pessoa com deficiência mental severa de acordo com a Lei 16.063 de 24 de julho de 2013, Decreto nº 1.962 de 17 de janeiro de 2014 e Decreto nº 2.049 de 24 de fevereiro de 2014 e com o Edital de Credenciamento nº 06/2014 - ano 2014/2015.

Passe Livre (APAES e congêneres)
O presente Convênio tem por objeto a cooperação técnica entre as partes, visando à emissão de laudo diagnóstico para fins de expedição da Carteira do Passe Livre de acordo com o Decreto nº 1.792 de 21 de outubro de 2008, com a Instrução Normativa nº 01/2009 do DETER e com o Edital de Credenciamento nº 05/2012 para o ano de 2015.

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: FCEE | Acesso restrito