sc logo

Card de divulgação do programa. O título está inserido em um box verde centralizado na imagem, "superdotação, a importância da identificação para potencializar as altas habilidades". Abaixo, em letras pretas pequenas: "os desafios e oportunidades da suplementação educacional de estudantes com altas habilidades/superdotação em Santa Catarina. E mais: lançamento do portal da superdotação!" Na sequência, quatro pequenos círculos um ao lado do outro com as fotos das convidadas; Andreia R. A. Panchniak, psicóloga da FCEE e coordenadora do NAAHS; Karla C Ferreira, Pedagoga do NAAHS e orientadora dos polos AEE AH/SD; Sandra D. Hottersbach, Pedagoga no NAAHS, avaliação de alunos; Aline Mendes, psicóloga no NAAHS, avaliação e orientação de alunos. Ao lado, "Segunda-feira, 27 de junho, dezessete horas. Transmissão: Youtube.com/FCEECanal." No rodapé da imagem, em uma faixa vermelha, "Acessível em libras" e o logo do Governo de SC, da Fundação e da Fapeu.
O tema será debatido por pedagogas, professoras, pais e estudantes na próxima edição do programa Educação Especial em Foco, que vai ao ar em 27 de junho.

A pessoa com indicativo de Altas Habilidades/Superdotação apresenta necessidades educacionais especiais e um ritmo de desenvolvimento cognitivo acima da média para sua faixa etária, além de possuir facilidade e rapidez na aquisição de conhecimento, que pode ser em uma área isolada ou combinada. Essas são características que exigem ferramentas e apoios diferenciados, para que os traços individuais de cada um sejam potencializados.

Para contribuir para a desconstrução de mitos, promover a inclusão da pessoa com altas habilidades e superdotação e qualificar o atendimento pedagógico a esse público, a Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) traz o assunto a debate. “Superdotação: a importância da identificação para potencializar as altas habilidades” é o tema da próxima edição do Programa Educação Especial em Foco, que vai ao ar na segunda-feira, 27 de junho, às 19h, pelas redes sociais da instituição, com transmissão direta dos estúdios da FAPEU, no campus da UFSC, em Florianópolis. O programa é acessível em Libras.

“Fazer com que cada vez mais a sociedade conheça sobre a temática, e dessa forma, contribuir para que esses talentos não se percam. Esses jovens que têm tanto a contribuir para a sociedade, muitas vezes acabam ficando na invisibilidade sem ter o seu potencial reconhecido e valorizado”, afirma a psicóloga Andréia Panchiniak, coordenadora do Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação (NAAH/S) - um dos dez centros de atendimento especializado da FCEE. Além de Andréia, o programa recebe outras especialistas do NAAH/S: as pedagogas Karla Ferreira e Sandra Hottersbach e a psicóloga Aline Mendes.

No Brasil, de acordo com o Censo Escolar 2021, há 23.758 estudantes identificados com perfil de altas habilidades/superdotação matriculados em escolas públicas e privadas da educação básica no país. Em Santa Catarina, esse público totalizou 1.524 estudantes em 2021, conforme o Censo Escolar da Educação Básica, que engloba instituições das redes estadual, municipal e privada.

As oportunidades e os desafios da suplementação educacional de estudantes com altas habilidades / superdotação (AH/SD) estão entre os temas abordados, assim como as características da superdotação, indicadores, processo de avaliação e estratégias utilizadas na avaliação. O programa conta, ainda, com a participação de professores de alguns dos 30 Polos de Atendimento Especializado em AH/SD do Estado, de pais e de estudantes com altas habilidades/superdotação. E anuncia, também, o lançamento do Portal da Superdotação de Santa Catarina, para o dia 30 de junho. O Portal reunirá as principais informações relacionadas às Altas Habilidades/Superdotação em um único endereço: superdotacao.fcee.sc.gov.br.

O programa Educação Especial em Foco e o Portal da Superdotação de Santa Catarina estão entre as iniciativas desenvolvidas pela FCEE a partir da parceria técnico-científica firmada com a FAPEU – Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária/UFSC.

SERVIÇO:
“Superdotação: a importância da identificação para potencializar as altas habilidades”
Programa Educação Especial em Foco
27 de junho, às 19h
Pelo Canal da FCEE no YouTube

Sobre a FCEE
Instituição de caráter beneficente, instrutivo e científico, dotada de personalidade jurídica de direito público, sem fins lucrativos, a FCEE foi fundada em 1968 com a missão de definir e coordenar a política de educação especial do Estado de Santa Catarina, fomentando, produzindo e disseminando o conhecimento científico e tecnológico desta área.

Em seu campus, localizado em São José, na Grande Florianópolis, a FCEE conta com 10 Centros de Atendimento Especializado, que são espaços de estudos, discussões, atendimentos e pesquisas em suas respectivas áreas de atuação. A Fundação mantém parcerias com instituições especializadas em educação especial de todas as regiões do estado de Santa Catarina, beneficiando cerca de 30 mil educandos com deficiência.

É responsável ainda pela análise e autorização da implantação de serviços especializados em educação especial nas escolas da rede estadual de ensino (segundo professor de turma, professor bilíngue, professor intérprete, professor instrutor da LIBRAS e atendimento educacional especializado), a partir da parceria com a Secretaria de Estado da Educação, beneficiando cerca de 18 mil alunos.

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: FCEE | Acesso restrito